Home > Notícias > CAMPANHA SALARIAL 2020 - Assinada Convenção Sindiberf/Sindisaúde-RS; reajuste vem na folha de março

15/03/2021 - CAMPANHA SALARIAL 2020 - Assinada Convenção Sindiberf/Sindisaúde-RS; reajuste vem na folha de março


Compartilhe nas suas redes sociais!


Stéfano Mariotto de Moura - Coordenador de Comunicação

Os trabalhadores da base do Sindisaúde-RS que atuam em hospitais vinculados ao Sindicato dos Hospitais Beneficentes, Religiosos e Filantrópicos do RS (Sindiberf) recebem, na folha referente a março/2021, recomposição salarial no valor de 3,31% (INPC do período). Além disso, valor retroativo a janeiro de 2021 será pago nas folhas de março e abril. O reajuste se deve a negociação conduzida pelo Sindisaúde-RS com a entidade patronal.

Palavra do Sindisaúde-RS

"A Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) Sindisaúde-RS/Sindiberf estava fechada até abril de 2021 no que dizia respeito aos direitos históricos da categoria. Porém, a patronal não havia se comprometido com o reajuste referente à 2020. Com isso, foi necessária a pressão do sindicato para alcançar essa negociação que, ao recompor o salário, faz com que a base salarial para as próximas negociações esteja completamente recomposta, evitando maiores perdas", explicou o presidente Julio Jesien.

Principais pontos
- Reajuste de 3,31% (INPC do período) pago na folha referente à março de 2021, com retroatividade a janeiro de 2021.
- Sindiberf se comprometeu a negociar (a partir de julho/2021) as diferenças referentes ao período entre março/2020 e janeiro/2021.
- Manutenção de todos os direitos da CCT até a data-base de 2022 (abril/2022; confira os direitos clicando aqui).

Cota negocial e termo de oposição

O sindicato garantiu ainda, a quem não concordar com o desconto de meio dia de trabalho, a possibilidade do termo de oposição, conforme TAC firmado com o Ministério Público do Trabalho. Lembramos que a contribuição negocial não se aplica aos sócios do sindicato (incluindo os que se associarem antes do pagamento do reajuste, que serão ressarcidos em caso de desconto por parte do empregador). Assim, colegas integrantes da base territorial do Sindisaúde-RS e do Sindiberf que desejarem se opôr devem se dirigir presencialmente à sede do Sindisaúde-RS (Rua Vicente da Fontoura, 2280) a partir desta terça (16/03), das 8h30min às 11h45min e das 13h30min às 16h45min, onde devem entregar, em duas vias e firmado de próprio punho, o termo de oposição. O sindicato frisa que o termo será recebido e encaminhado exclusivamente quando entregue presencialmente em nossa sede. Os trabalhadores têm dez dias a contar de 16 de março para entregarem o termo.

Compare: reajuste negociado pelo sindicato x cota negocial

Trabalhadores (as) beneficiários (as) dessa negociação

A CCT Sindisaúde-RS/Sindiberf abrange todos os trabalhadores de nível técnico, médio e fundamental que atuam em hospitais da base do Sindiberf, desde que estes hospitais também componham a base do Sindisaúde-RS. Em linhas gerais, a base do Sindiberf abrange hospitais beneficentes, religiosos e filantrópicos, enquanto a base territorial do Sindisaúde-RS se estende por Capital, Região Metropolitana, Litoral, Vale do Paranhama e parte da Região Sul (clique aqui e confira).

Reajuste Sindihospa

A outra grande negociação feita pelo Sindisaúde-RS anualmente é com o Sindihospa, que representa hospitais privados, GHC, HCPA e clínicas de Porto Alegre. Esta negociação, que inclui reajuste salarial, está no momento sob mediação do TRT-4, com reuniões periódicas. O Sindisaúde-RS busca avançar na "proposta" inicial da patronal, que era de 0%.