Home > Notícias > SÃO LUCAS – Após Santa Casa, trabalho de base pode render mais direitos e remuneração no São Lucas

11/06/2019 - SÃO LUCAS – Após Santa Casa, trabalho de base pode render mais direitos e remuneração no São Lucas


Compartilhe nas suas redes sociais!


Tiago Coutinho - Estagiário Comunicação

Após a apresentação dos resultados do excelente trabalho de base do sindicato feito na Santa Casa, que resultou na devolução de R$ 18 milhões a cerca de 8 mil trabalhadores do hospital e o aumento na remuneração de milhares devido à incorporação desses valores, agora é a vez dos trabalhadores do Hospital São Lucas da PUC verem o que é ter um sindicato forte e atuante como o Sindisaúde-RS.

Na foto, ato de 2017 denunciando as demissões em massa ocorridas. O sindicato permaneceu cobrando os órgãos competentes para evitar a repetição dessa prática 

Isso porque, após nossos diretores e diretoras de maior atuação dentro do hospital – em especial Lucia Schaffer - constatarem inúmeras divergências no pagamento de direitos à categoria, o sindicato e seu departamento jurídico, Paese, Ferreira, ajuizaram dezenas de ações para cobrar na Justiça o que entendemos ser o valor correto a ser pago a nossos representados. Isso já havia acontecido no São Lucas especificamente com os trabalhadores da higienização, que receberam milhares de reais em retorno a processo movido pelo sindicato.

A diretora Lucia Schaffer, sempre na luta pelos trabalhadores no São Lucas e demais hospitais (crédito da foto: Sindisaúde-RS / Tiago Coutinho)

Alguns desses processos, como os que abrangem toda a categoria, já tiveram decisão favorável ao sindicato em 1º ou 2º graus. Os demais abrangem setores específicos. “Por razões jurídicas, foi necessário entrarmos com processos por áreas, dado que cada uma tem especificidades diferentes”, explicou o secretário-geral do sindicato, Julio Jesien.

Atenção

O sindicato ainda não tem como informar os possíveis beneficiários de futuras vitórias judiciais . Por ora, repassamos apenas a informação do ajuizamento das ações.

O que são os processos?

De maneira geral, as ações têm como temas a divergência entre o que o hospital paga a título de alguns adicionais e o que o Sindisaúde-RS entende ser o valor correto a ser pago, seja por uma base de cálculo diferente, seja por um entendimento de grau em que o trabalhador se insere para recebimento do adicional.

O sindicato irá informando a categoria sobre o andamento dos processos na Justiça. Alertamos que definições sobre cada um dos processos devem levar ainda alguns meses, devido ao prazo de tramitação na Justiç

Listagem dos processos

LISTAGEM DOS PROCESSOS

PROCESSOS ABRANGENDO TODA A CATEGORIA
Proibição de pagamento de insalubridade proporcional à carga horária
Vencido pelo sindicato em 1º grau. Aguarda recurso.
 
Processo para correção da base de cálculo do adicional noturno
Vencido em 2º grau. Em fase de cálculos. Obs: processo é semelhante ao vencido na Santa Casa
 
PROCESSOS POR SETOR ESPECÍFICO
Processos de adicional de insalubridade
6º andar
7º andar
8º andar
Centro Obstétrico
Laboratório
Setor de emergência
Setor de emergência pediátrica
Uti neonatal
Uti pediátrica
Internação, 9º andar
Pediatria
Ecografia, 2º andar
UTI Cirúrgica (4º andar)
UTI Adulta (áreas 1 e 2)
Uti geral 1
Uti geral 2
Uti SR
Uti Pós cirúrgica (POCC)
Uti Cardiovascular (UTICV)
Bloco cirúrgico
Anatomia Patológica (Auxiliares administrativos I e II)
 
Processo de adicional de insalubridade para auxiliares de suprimentos
Farmácia da Emergência
Farmácia Central
Farmácia da UTI
Farmácia da SR
Farmácia do 6º andar
Farmácia do 7º andar
 
Processo de adicional de periculosidade
Urologia (em pagamento)