Home > Notícias > TRAMANDAÍ - Primeiro ato de luta já reconquista atrasados!

01/02/2019 - TRAMANDAÍ - Primeiro ato de luta já reconquista atrasados!


Compartilhe nas suas redes sociais!


Só a luta garante direitos: Tramandaí é mais um exemplo de como a confiança da classe trabalhadora no Sindisaúde-RS sempre traz resultados! 

Após os funcionários do Hospital Tramandaí terem convocado o sindicato para lutar pelos salários e 13º atrasados, a manhã desta sexta-feira teve, em frente à instituição, o primeiro ato de luta definido pela categoria na assembleia do dia 24. Em alguns momentos, o protesto chegou a reunir quase 100 trabalhadores, e já no início da tarde os primeiros resultados positivos apareceram. O superintendente do hospital encontrou os trabalhadores para informá-los de que:

- hoje está sendo paga a 2ª parcela do 13º;

- os salários atrasados devem ser quitados até a próxima sexta-feira (08);

- até dia 15 de março, a gestão enviará uma proposta inicial de Acordo Coletivo para o Sindisaúde-RS e demais sindicatos.

Ato já é mais um exemplo de vitória da luta com trabalhador e sindicatos unidos! (crédito da foto: Júlio Duarte arquivo pessoal)

Trabalhadores na luta

Sindisaúde-RS tem tido vitórias constantes em seus movimentos

"Mais uma vez, nosso movimento é vitorioso", declarou da cidade o secretário-geral, Julio Jesien. Nos últimos meses, o sindicato tem garantido importantes vitórias sempre que os trabalhadores se unem e confiam no trabalho e na luta. Bons exemplos são a grande paralisação do Imesf, com milhares nas ruas, e as greves de Osório e Canoas, que retomaram direitos que vinham sendo desprezados pelos patrões.

Trabalhadores mostraram sua indignação na frente do hospital

Novo Acordo Coletivo

Os sindicatos lutarão agora para que o novo ACT com que a gestão está se comprometendo a negociar contemple o arrocho salarial de quase 30% oriundo dos 4 anos sem reajuste salarial na instituição. Isso porque no Brasil vigora a lei da livre negociação, ou seja, não há sequer reposição salarial garantida se não houver mobilização dos trabalhadores.  

Ato do dia 8

Jesien informou ainda que os sindicatos irão aguardar a mediação que acontecerá no dia 5 de fevereiro, às 10h, no TRT-4, para tomar uma decisão sobre a manutenção do ato que havia sido marcado para o dia 8 de fevereiro, tendo em vista os avanços alcançados hoje. A mediação contará com a presença da Secretária de Saúde do Estado, Arita Bergmann.

Sindicatos que convocaram o ato

Sindisaúde-RS, Sergs, Sinttargs e Sindifars

Relembre a luta em Tramandaí!

Entre o final de 2017 e início de 2018, o Sindisaúde-RS liderou a categoria em Tramandaí em atos de luta e paralisações em conjunto com os trabalhadores da cidade. No dia 21/12/2017o sindicato esteve na cidade para mobilizar os funcionários, e já no dia 22/12/2017 uma assembleia geral para definir o plano de lutas foi realizada. Após decisão da assembleia, com a organização do Sindisaúde-RS, os trabalhadores realizaram uma caminhada para expor à população a situação do hospital, em plena véspera de Ano Novo, no dia 29/12. Logo na entrada de 2018, no primeiro dia útil, 02/01uma paralisação de 12 horas foi realizadaPor fim, dias depois, em 11/01, os funcionários do Hospital Tramandaí iniciaram nova paralisação pela manhã, e já na tarde do mesmo dia a Fundação Hospitalar Getúlio Vargas (FHGV) deu retorno à luta aos funcionários, quitando o 13º atrasado.

Neste ano, a mobilização se faz necessária novamente para reivindicarmos o que é de direito do trabalhador, unidos somos mais fortes, vamos todos à luta!


Publicado por: Comunicação Sindicato